mascaras -ok(1)

A ópera Um Baile de Máscaras de Giuseppe Verdi, uma coprodução do Theatro Municipal do Rio de Janeiro com o Kiel Theater, Alemanha, abre a temporada lírica de 2018, no dia 27 de abril. Em sua concepção, o diretor Pier Francesco Maestrini criou um mundo futurístico de grande impacto visual, por meio da projeção de imagens do videomaker Juan Guilhermo Nova. A versão de Maestrini manteve inalteradas as relações entre os personagens, sem perder de vista a coerência narrativa desta obra-prima romântica de Verdi. O espetáculo,que conta com o Patrocínio Ouro da Petrobras, que teve estreia mundial em janeiro deste ano, oferece ao público carioca a oportunidade de conhecer o que se tem visto recentemente em palcos internacionais.

unnamed

ABR 27 – 19h30, ABR 29 - 17h, MAI – 03,04 E 05 - 19h30, MAI – 06 - 17h
Foto 02 - Atalla Ayan Reduzido

Aclamado pela crítica como uma das vozes mais poderosas dos últimos tempos, Atalla Ayan, brasileiro de ascendência síria, é comparado ao grande Placido Domingo por sua potência e carisma no palco.

Convidado pelas grandes salas de espetáculo do mundo, o jovem paraense de 30 anos participa pela primeira vez da Série O Globo Dell’Arte Concertos Internacionais.

MAI 02 - 20h
Maria Pages - Foto Red

Mais uma obra magistral de María Pagés criadora premiadíssima que a partir do início de carreira com o grande mestre Antonio Gades desenvolveu uma linguagem própria, poderosa e marcante pela personalidade singular. Fundou sua companhia em 1990 e desde então não cessou de colaborar com os grandes da dança da nossa época de Barýshnikov a Sidi Larbi Cherkaoui.

A obra traz o título de um poema escrito pela freira Juana Inés de la Cruz que conta a vida e as inquietudes de uma mulher que tinha a vocação da dança no distante século 17. Acompanhada por 6 músicos, a peça é um compêndio de palavra, ritmo, canto e melodia, sapateado e percussão, humor e ironia, com uma protagonista humana e próxima.

MAI 11 - 20hs e MAI 13 - 16hs
Foto 03 - ORCHESTRE DE LA SUISSE ROMANDE Reduzido

 

Formação de reputação mundial, a orquestra foi criada em 1918. Dirigida atualmente pelo britânico Jonathan Nott e pelo maestro convidado japonês Kazuki Yamada, a orquestra congrega 112 músicos permanentes. A reputação do grupo foi construída graças a gravações históricas e à interpretação do repertório francês e russo do século 20.

Dirigida pelos mais importantes regentes dos últimos 100 anos, a Suisse Romande é um canal de difusão da perfeição da música desenvolvida na Suíça nas suas exibições nas mais importantes salas do mundo.

MAI 12 - 16h

Ingressos

Vendas na Bilheteria, no site Ingresso Rápido ou pelo
telefone (21) 4003-2330


Bilheteria: Boulevard Avenida Treze de Maio
(entrada pela Rua Evaristo da Veiga)
Horário da bilheteria:
Segunda a sexta, sábados, domingos e feriados – 10h às 18h. Nos dias de espetáculos, das 10h até a hora do início da apresentação.


Visita Guiada

Capacidade 50 pessoas (dois grupos de 25), duração até 45 minutos. O visitante deve aguardar a visita em poder do ingresso no Theatro. Os roteiros estão sujeitos a alterações. Não é permitido separar-se do grupo. As visitas começam pontualmente no horário.


HORÁRIOS
Terça a Sexta | 11h30, 12h, 14h, 14h30 e 16h
Sábados e Feriados | 11h, 12h e 13h
Tel 21 2332 9220 / 2332 9005


INGRESSOS
Inteira R$ 20 | Meia R$ 10
(Venda presencial, limitada a um ingresso por pessoa)